Skip to main content
BLOG

Gerenciamento Eletrônico de Documentos (GED) na Prática: Eliminando Pilhas de Documentos e Impulsionando Eficiência Operacional

O Gerenciamento Eletrônico de Documentos (GED) emergiu como uma solução tecnológica fundamental para empresas que buscam otimizar seus processos operacionais e eliminar as limitações associadas ao armazenamento físico de documentos. Neste artigo, exploraremos os aspectos técnicos do GED e como sua implementação pode impulsionar a eficiência operacional em ambientes de Tecnologia da Informação.

1. Fundamentos do GED:

O GED é uma abordagem que utiliza sistemas de software para capturar, gerenciar, armazenar, preservar e distribuir documentos em formato digital. Os fundamentos técnicos incluem:

a. Digitalização e Captura:

  • Utilização de scanners para converter documentos físicos em formato digital.
  • Ferramentas de reconhecimento óptico de caracteres (OCR) para extrair texto de documentos digitalizados.

b. Armazenamento Eletrônico:

  • Bancos de dados estruturados para armazenar documentos de forma organizada.
  • Sistemas de gerenciamento de armazenamento para garantir acesso rápido e eficiente.

c. Metadados e Indexação:

  • Atribuição de metadados para categorizar e classificar documentos.
  • Indexação eficiente para facilitar a busca rápida e precisa.

2. Eliminando Pilhas de Papel:

A transição para o GED implica a eliminação das pilhas de papel e a adoção de documentos eletrônicos. Os benefícios técnicos dessa mudança incluem:

a. Digitalização de Documentos:

  • Utilização de scanners de alta resolução para garantir qualidade na digitalização.
  • Configuração de processos automatizados para escanear documentos em lotes.

b. Compressão e Armazenamento Eficiente:

  • Utilização de algoritmos de compressão para reduzir o espaço de armazenamento.
  • Escolha de formatos de arquivo adequados para preservar a qualidade.

3. Acessibilidade e Colaboração Aprimoradas:

A eficiência operacional aumenta consideravelmente com a melhoria da acessibilidade e colaboração proporcionadas pelo GED. Aspectos técnicos envolvidos incluem:

a. Acesso Remoto e Conectividade:

  • Implementação de soluções de nuvem para acesso remoto a documentos.
  • Configuração de redes seguras para garantir conectividade confiável.

b. Colaboração em Tempo Real:

  • Integração de ferramentas colaborativas, como sistemas de gerenciamento de projetos e mensagens instantâneas.
  • Desenvolvimento de APIs para conectar o GED a outros aplicativos empresariais.

4. Automatizando Fluxos de Trabalho:

A automação de fluxos de trabalho é um dos principais diferenciais do GED. Aspectos técnicos relevantes envolvem:

a. Desenvolvimento de Fluxos de Trabalho:

  • Utilização de linguagens de programação para criar fluxos de trabalho personalizados.
  • Integração com APIs de sistemas existentes para automação contínua.

b. Regras de Negócios e Notificações:

  • Configuração de regras de negócios para direcionar automaticamente documentos.
  • Implementação de notificações automatizadas para alertar sobre ações específicas.

5. Segurança e Conformidade:

Garantir a segurança e conformidade dos documentos digitais é crucial. Aspectos técnicos abordados incluem:

a. Criptografia e Controle de Acesso:

  • Implementação de algoritmos avançados de criptografia para proteger dados sensíveis.
  • Configuração de políticas rigorosas de controle de acesso.

b. Auditoria e Rastreabilidade:

  • Implementação de logs de auditoria para rastrear todas as atividades relacionadas a documentos.
  • Utilização de ferramentas de análise forense para investigação em caso de violações.

A implementação bem-sucedida do GED envolve uma abordagem técnica sólida, considerando desde a digitalização inicial até a automação de fluxos de trabalho e a garantia de segurança. Ao adotar as práticas técnicas adequadas, as empresas de TI podem alavancar o GED para eliminar as restrições físicas dos documentos, impulsionando assim a eficiência operacional e estabelecendo um ambiente mais ágil e inovador.